Telhados e Muros Verdes

Também conhecido como telhado ecológico, o telhado verde consiste na aplicação de vegetação sobre coberturas.
Essa técnica é adotada nos Estados Unidos e Europa há mais de 30 anos e pode ser aplicada em qualquer tipo de edificação, desde que observadas questões como estrutura e impermeabilização do local a ser implantado.

O telhado verde pode ser adotado tanto nas grandes cidades, em coberturas de edifícios, muitas vezes sem uso, como nos telhados residenciais convencionais.
É uma técnica sustentável que têm inúmeras vantagens, tanto estruturais como de bem estar aos usuários, além de contribuir com o entorno urbano, amenizando os efeitos de ilhas de calor.

Os muros verdes ou jardins verticais seguem os mesmos princípios dos telhados verdes, sendo sua implantação vertical.

Trabalhamos com diversas técnicas e costumamos adotar a mais adequada a cada necessidade, de acordo com as condições locais e onde o sistema de irrigação automatizada pode fazer parte da execução.

Paisagismo executado em cobertura residencial no Alto da Lapa, em São Paulo, onde na imagem aparece a vista frontal de um muro verde composto por várias folhagens, numa área de pisos de pedriscos e pisadas em madeira de demolição.

Principais vantagens

  • Conforto térmico: atuam como eficientes isolantes térmicos, graças às camadas de substratos e vegetação. Por diminuirem também significativamente a necessidade de energia para climatização de ambientes, os telhados e muros verdes contribuem para a diminuição da emissão CO2;
  • Qualidade do ar: além de reterem o carbono, os telhados e muros verdes agem como purificadores do ar urbano, através da fotossíntese e da absorção dos poluentes ao substrato;
  • Isolamento acústico: a vegetação absorve e isola ruídos;
  • Produção de alimentos: as áreas verdes podem ser aproveitadas para horticultura e ainda servem como habitat de algumas espécies;
  • Proteção estrutural: a cobertura vegetal elimina a concentração de calor, evitando a dilatação e protegendo a edificação contra trincas, além disso, o substrato absorve as chuvas ácidas;
  • Proteção pluvial: a laje vegetada contribui de forma muito significativa no escoamento de água da chuva;
  • Arquitetônica: as duas técnicas aparecem como tendências arquitetônicas em um ambiente urbano saturado de concreto, metal e vidro, fazendo um contraponto de cor, vida e renovação em uma área antes inutilizável. Nova opção de design para indústrias, residências e fachadas devido à variedade de plantas e folhagens possíveis;
  • Valorização do edifício: por seus benefícios, confere ao imóvel um maior valor de venda, além de transformar áreas planas em espaços de lazer.

Você sabia?

  • Que se plantássemos 1 milhão de telhados verdes, 595 mil toneladas de CO2 deixariam de ser emitidas por ano à atmosfera?
  • Que um telhado verde pode reduzir os custos de calefação e resfriamento em mais de 50%?
  • E que 610 mil m² de telhados verdes foram instalados até agora em Chicago?

 

Para maiores informações sobre projeto e execução de telhados e muros verdes, entre em contato.