Paisagismo em cobertura residencial nos Jardins

Uma laje de cobertura, antes sem uso, transformada em área de estar e lazer com soluções inusitadas, tanto de materiais como em funcionalidade.

Por Camila Simhon.

Em 2014, através da indicação de um amigo, conheci a Bia e hoje após muita dedicação de ambas transformamos esta “laje” neste lindo espaço.  A demora foi devido a aprovação do condomínio, para que ela pudesse utilizar a cobertura que fazia parte do seu apartamento no bairro dos Jardins, em São Paulo.

Antes. Foto: Arquivo pessoal

Antes. Foto: Arquivo pessoal

Depois. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Depois.
Foto: Yuri Penteado Silvestre

O maior desafio, foi diante de tantos desejos e um espaço extenso, projetarmos para que a execução se tornasse viável.

Criamos diversos espaços e com muitos usos, de um lado o Gourmet, com fogão a lenha feito de tijolo de demolição, nos armários reaproveitamos portas antigas e projetamos esta pérgola que futuramente será tomada pela trepadeiraSete léguas, oferecendo assim um conforto térmico aos usuários. Optamos por deck no piso, pois além da sua praticidade foi uma maneira de escondermos os canos existentes e deixarmos nichos para que pudesse ser feita a manutenção dos mesmos.

Espaço Gourmet. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Espaço Gourmet. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Mini horta de temperos para utilização no espaço. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Mini horta de temperos para utilização no espaço. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Para dar privacidade entre o espaço dela e a residencia do zelador que fica próxima, desenhamos este painel de madeira e juntamente com ele estes espaços aconchegantes.

Ducha. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Ducha. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Estar, conjunto de mesas feito com reaproveitamento de carreteis de fios. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Estar, conjunto de mesas feito com reaproveitamento de carreteis de fios. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Do outro lado, ainda no painel, penduramos vasos de fibra de coco com Gerânios pendentes de diversas cores.  O tacho de cerâmica do Zé Figueredo, foi utilizado como tanque para que ela pudesse cuidar das suas plantinhas.  A trepadeiraAlamanda de flor amarela, irá crescer e decorar o painel de madeira com a sua beleza. No vaso de cerâmica especificamos a Azaleia de flor rosa, compondo este cenário acolhedor. Nas palavras da Bia, seu cantinho Provençal.

Cantinho Provençal. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Cantinho Provençal. Foto: Yuri Penteado Silvestre

Sobre os dormentes de madeira reaproveitados de trilhos de trens e pedrisco, temos um estar que no frio se torna um fogo de chão, local para fazer fogueira sem sujar ou danificar o piso.  Este recipiente ao centro é de ferro e seu tampo de madeira que podemos retirar e colocar as lenhas, em cima dele criamos arranjos com flores e folhagens.  Os bancos, cada um de um tipo, foram todos reaproveitados e restaurados pela própria cliente. Projetamos este de madeira mais longo, com um encosto que do outro lado serve de painel para receber Rosas e seu assento é móvel onde ela guarda suas almofadas. Ao redor deste espaço plantamos frutíferas em vasos como Jabuticabeira, Pitangueira e Limão cravo e bacias com flores para compor.

Estar com Fogo de chão. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Estar com Fogo de chão. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Detalhe do recipiente de ferro. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Detalhe do recipiente de ferro. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Rosas. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Rosas. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Local para as orquídeas da Bia. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Local para as orquídeas da Bia. Foto: Yuri Penteado Silvestre.

Para maiores informações sobre projetos paisagísticos, tanto em pequenos como em grandes espaços, entre em contato conosco.