Arquitetura Sustentável

A construção civil é o segmento que mais consome matérias-primas e recursos naturais no planeta, além de ser o terceiro maior responsável pela emissão de gases poluentes à atmosfera.

Por ser o profissional responsável pelo projeto dos espaços no meio urbano, o arquiteto possui um importante papel que vai muito mais além da especificação de materiais ecologicamente corretos.

As consequências das decisões tomadas na elaboração dos projetos arquitetônicos estendem-se ao longo de todo o ciclo de vida dos edifícios.

Projetos arquitetônicos são uma grande oportunidade de atuação preventiva frente aos possíveis impactos ambientais decorrentes das atividades desenvolvidas em um determinado empreendimento.

O conceito de Sustentabilidade

Podemos definir sustentabilidade como dispor o melhor para as pessoas e para o ambiente, tanto agora como para um futuro indefinido.
Enfim, nada mais é que o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.

As ações sustentáveis fazem parte de um criterioso processo de avaliação, onde vários aspectos precisam ser levados em conta antes de qualquer intervenção.

Para ser sustentável, qualquer empreendimento humano deve ser:

  • Ecologicamente correto;
  • Economicamente viável;
  • Culturalmente aceito;
  • Sociealmente justo.

Benefícios da Arquitetura Sustentável

Podemos exemplificar os seguintes itens, como sendo os principais benefícios para o uso de uma arquitetura sustentável:

  • Preservação do meio ambiente;
  • Economia financeira;
  • Qualidade de vida;
  • Diferencial de negócio;
  • Valorização imobiliária;
  • Maior satisfação dos usuários e produtividade dos funcionários;
  • Desenvolvimento da consciência ambiental.